Funcionalidade indisponível

Esta funcionalidade estará disponível brevemente. Obrigado.

Precisa de ajuda?

800 250 650

Notícias

Assembleia Geral aprovou relatório e contas 2016 por unanimidade

03 de Abril de 2017

A Assembleia Geral da Cooperativa Elétrica do Vale D’Este (CEVE) reuniu sábado, 1 de abril de 2017, pelas 15h00, na sua sede, no Louro. Da ordem de trabalhos constava a discussão e votação do Relatório e Contas, referente ao exercício de 2016.

Com a participação de cerca de 23 cooperadores, o Presidente da Mesa da Assembleia Dr. Nunes de Sá abriu a sessão dando as boas vindas aos presentes e solicitando ao Presidente do Conselho de Administração a apresentação do Relatório de Contas de 2016. 

Neste âmbito, foi referido logo inicialmente pelo Eng.º Luís Macedo que o ano de 2016 «ficou marcado por determinados momentos relevantes, nomeadamente a renovação por mais 20 anos do contrato de concessão com o Município de Barcelos, formalizado em junho de 2016». Salientou que esta renovação foi o culminar de um longo processo e de preocupações relativamente a esta matéria, e o qual só faltava a renovação com este município, uma vez que Vila Nova de Famalicão já tinha renovado no transato ano de 2015. 

Outro facto relevante que foi referido durante a apresentação, foi a aprovação dos novos estatutos desta Cooperativa, em abril de 2016, sendo este um reajustamento obrigatório feito em consequência da aprovação da Lei n.º 119/2015 de 31 de Agosto e os quais «têm uma importância fundamental como norma reguladora da CEVE enquanto pessoa jurídica, regulando o seu funcionamento, e os direitos e deveres dos seus membros assim como a relação entre eles».
Luis Macedo destacou ainda o início de um ambicioso projeto na área da eficiência da gestão de redes e eficiência energética – o projeto de teleleitura. Este projeto arrancou nos dois municípios da área de concessão – V. N. de Famalicão e Barcelos, o que permitiu à CEVE capacitar-se e testar capacidades e resultados, estando apta para, em 2017, avançar com a progressão acelerada da instalação destas redes na nossa área de concessão.  

A instalação de uma unidade de produção de energia fotovoltaica em regime de autoconsumo, com uma potência de 10 KWh, no logradouro da CEVE é outra iniciativa evidenciada durante a apresentação do relatório, considerada pelo Presidente do Conselho de Administração «com projeção relevante, tendo em conta o duplo resultado que daí pode advir: por um lado, permite produzir energia elétrica para dar satisfação a grande parte do consumo da própria CEVE, por outro para servir de exemplo de uma empresa amiga do ambiente, determinada na preservação do ambiente com recurso à produção de energias limpas.» 

Em termos de resultados e indicadores de realização, o ano pautou-se por resultados muito positivos, com o aumento de um volume anual de negócios de cerca de 2,36%, ultrapassando a barreira dos 7,5 milhões de euros faturados num só ano. Quanto ao número de consumidores ativos, foi referido que não houve variação assinalável, tendo o ano encerrado com 8.945 consumidores, mais 66 dos que já tinham no princípio do ano. Destes consumidores, 43,3% já estão contratados com a CEVE Comercial em regime de mercado livre, mantendo-se 56,2% no mercado regulado.  

Após apresentação e discussão deste documento e das atividades aí descritas, o Relatório e Contas foi submetido a votação, o qual foi aprovado por unanimidade. 

A Mesa foi constituída pelo presidente, Dr. Manuel Nunes de Sá, pela Vice- Presidente, Dr.ª Maria de Fátima Costa e pelo Secretário, Eng.º Armindo José Garcia de Araújo. 

O Conselho de Administração estava também representado pelo Presidente, Eng.º Luis Macedo, pelo Vice-Presidente, Dr. António Carvalho, e pelo Vogal, João Campos de Araújo.

O Diretor Geral, Eng.º Carlos Costa esteve também presente nesta sessão.